21.10.2018 - História do CEAP será Tese de Doutorado

Doutoranda da PUC pesquisa a história do CEAP


Notícia publicada em 20/10/2018 12:09 -
Geral

A doutoranda em História da PUC (Pontifícia Universidade Católica - POA RS) Milene Moraes de Figueiredo, esteve em Ijuí, conhecendo a história do CEAP. Na companhia da professora Mônica Brandt, ela visitou o Museu e pesquisou a trajetória de quase 120 anos de história da escola. 
Graduada em Licenciatura em História, com Mestrado em História e agora Doutoranda em História pela PUC, Milene, segue a Linha de pesquisa: Sociedade Urbanização e Imigração. A sua tese tem como título: A nacionalização das escolas alemãs no sul do Brasil (1937 a 1945).
 Por ser o CEAP fundado por alemães, foi uma das quatro escolas do RS escolhidas para terem sua trajetória descrita na Tese da doutoranda que está no segundo ano do curso e iniciando agora sua pesquisa empírica. A estudante, que reside em Porto Alegre, passou a última semana em Ijuí, pesquisando no CEAP e conhecendo o município, incluindo a ExpoIjuí/Fenadi.
 Segundo a Professora Mônica Brandt, que foi a anfitriã, “é uma honra ter a história do CEAP relatada para um trabalho tão delicado e minucioso como é o desenvolvimento de uma Tese de Doutorado e o mais gratificante é que teremos o registro desta pesquisa publicado como um trabalho científico”, enfatiza.
Sobre o CEAP:
A escola comunitária surgia em 1899, quando Ijuí ainda era uma Colônia em seu início. A “Colônia Ijuhy” fora fundada em 1890. Passou por várias fases, evoluindo à medida que a Colônia se emancipou, em 1912. Nos anos 30 o crescimento da Escola se defronta com um dos períodos mais difíceis, durante o Estado Novo. 
É quando passa a ser integrada à Comunidade Evangélica Ijuí. No final dos anos 40 a criação do Ginásio é uma das marcas, e nos anos 50 a Escola assume a denominação que tem até hoje, Colégio Evangélico Augusto Pestana.
As transformações sociais e, consequentemente, educacionais, seguem, nas décadas seguintes, também influenciando o CEAP. Avanços tecnológicos, Lei de Diretrizes e Bases da Educação, globalização e as revoluções do Século 21 desafiam constantemente a Escola na tarefa de ajudar a construir cidadãos livres, conscientes e críticos.

 

FOTO:  Milene junto da Professora Mônica Brandt.

Arquivo

Baixar arquivo

Veja mais


25.10.2018 - Viagem às Missões

Viagem às Missões Jesuíticas

23.10.2018 - Desfile da Banda na ExpoIjuí

Banda Marcial desfila na ExpoIjuí/Fenadi

22.10.2018 - Coroação da Corte 2018 do CEAP

GEMLI promove votação do Rei e Rainha da escola